domingo, 29 de junho de 2014

[Evento] A peça The Old Woman vem para o Brasil em julho/agosto


No final de Julho e início de Agosto RJ e SP recebem a peça THE OLD WOMAN com Mikhail Baryshnikov e William Dafoe! Sim, o elenco original vem ao Brasil para a peça de Robert Wilson!
Os ingressos já estão a venda , no Rio o mais barato sai por R$ 25 a meia entrada e em SP R$ 30 a meia! A Ingresso Rápido é a responsável pela venda de ingressos na cidade maravilhosa. E, alguns setores já estão esgotados ( os mais caros de R$ 350!).
O blog estará presente contando sobre a vida da peça ao Brasil, confiram abaixo a sinopse:

The Old Woman, criada por Robert Wilson em colaboração com seus intérpretes, o lendário dançarino e ator Mikhail Baryshnikov e o ator internacionalmente reconhecido Willem Dafoe é uma adaptação da obra homônima do autor russo Daniil Kharms e estreou na Inglaterra em 2013.
Nascido em São Petersburgo em 1905, Kharms sofreu sob o regime stalinista por boa parte de sua vida. Finalmente preso, foi morto por soldados soviéticos nos Gulags com apenas 36 anos de idade. A brevidade da vida de Kharms se assemelha à brevidade de seus escritos de caráter absurdo, alguns dos quais se estendem por pouco mais de um parágrafo. Uma exceção é THE OLD WOMAN, uma novela obscura, brilhante e sutilmente política, escrita em 1939. Carregando traços de Beckett e Ionesco em sua narrativa, que acompanha a história de um escritor em dificuldades que não consegue alcançar a paz consigo mesmo e é assombrado pela figura de uma velha mulher, este é talvez o melhor trabalho de um dos maiores autores russos de vanguarda.
Mikhail Baryshnikov e Willem Dafoe dão vida a seus personagens na encenação de Robert Wilson, caracterizados como uma dupla de palhaços, altamente estilizados, revelando o patetismo presente em cada um de seus bizarros encontros. Numa série de tableaux vivants costurados por números de excêntrico vaudeville, o cenário e iluminação marcantes de Robert Wilson, com móveis que flutuam no palco e monolitos de luz branca, fazem um rigoroso contraponto às figuras construídas por Barishnikhov e Dafoe. Quanto mais dementes são os personagens, mais preciso e austero se torna seu pano de fundo.
Isto é, acima de tudo, uma evocação da tirania stalinista, outro tipo de teatro do absurdo.

6 comentários:

  1. Olá

    Pela resenha, não me interessei pela peça. Quando vou ao teatro gosto de ver peças nacionais principalmente de comédia.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Interessante saber. Valeu pela dica!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Raffa!!!
    Eu adoraria ir... Amo os dois... Mikhail e Dafoe... Quando pirralhinha queria ser bailarina e sempre sonhava com Mikhail... Hahahahah fraca não, né?
    Ainda bem que vc vai... rs... sei que irá contar tudinho para a gente...
    Beeeeeeeeeeeijo

    ResponderExcluir
  4. Olá amiga.
    Infelizmente não poderei or, fica longe pra minha pessoa. Vou acompanhar pelo seu blog.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Também não poderei ir...estou beeeeem longe de onde vai ser apresentado =P

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/livroaoavesso

    ResponderExcluir
  6. A peça parece ser interessante =) Eu amo teatro...
    Mas infelizmente não é onde eu moro =/

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim! Me diga o que achou dessa postagem e se quiser que eu visite seu blog, informe o abaixo de sua assinatura ;)