quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Menina que via Filmes: A Trama [Crítica]

Título Original: L ´Atelier
Título no Brasil: A Trama
Data de lançamento 16 de novembro de 2017 (1h 53min)
Direção: Laurent Cantet
Elenco: Marina Foïs, Matthieu Lucci, Warda Rammach mais
Gênero Drama

Nacionalidade França









por Bianca Silveira
Em A Trama acompanhamos um grupo de jovens franceses em um curso de férias de escrita. Olívia é uma escritora já consagrada e é a responsável por comandar o curso para um grupo de jovens miscigenados. O objetivo do curso é exercitar a escrita dos alunos e para isso eles farão um suspense policial. A escritora vai orientando os alunos a refletirem sobre suas vidas, sobre seu dia-dia, sobre suas relações com a cidade onde vivem e aproveitarem isso para comporem a trama do suspense.

Menina que via Filmes: Maria Não Esqueça Que Venho dos Trópicos [Crítica]






















Título Original: Maria Não Esqueça Que Eu Venho dos Trópicos
Data de lançamento 16 de novembro de 2017 (1h 20min)
Direção: Francisco C. Martins
Elenco: Malu Mader, Lúcia Romano, Celso Frateschi
Gênero Documentário
Nacionalidade Brasil
por Reinaldo Barros
Um excelente documentário para espantar os vira-latas (Síndrome) de plantão e enriquecer um pouco mais a nossa cultura e a história da arte. Apesar de ser um admirador das artes plásticas, não sou um profundo conhecedor e por isso não tenho como falar com propriedade das obras de Maria Martins. Se assim como eu você é um simpatizante, admirador ou se nem curte arte, ainda assim vale muito a pena ver esse documentário.

Menina que via Filmes: Olhando para as Estrelas [Crítica]

Título Original: Olhando para as Estrelas
Direção: Alexandre Peralta
Elenco: atores desconhecidos
Gênero Documentário

Nacionalidades Brasil, EUA















por Bianca Silveira

Olhando para as estrelas é um documentário sobre a Associação de Ballet para Cegos Fernanda Bianchini. A Associação, como o nome já diz, ensina deficientes visuais a dançarem balé.  Fernanda Bianchini é a criadora do primeiro método de ensino de ballet clássico para deficientes visuais. O filme nos apresenta a história de Fernanda, Geysa e Thalia. Com 15 anos Fernanda começou a dar aulas de ballet para crianças cegas. Para isso ela entrou no mundo de suas alunas deficientes para aprender a como ensinar uma dança que é puramente visual. Ela também pediu orientação às suas professoras de ballet, mas essas disseram que era impossível ensinar cegos a dançarem. Mas Bianchini não desistiu e hoje sua escola forma bailarinas há 22 anos, realizando sonhos de diversas meninas de poderem dançar.

Menina que via Filmes: Liga da Justiça [Crítica]

Título Original: Justice League
Título no Brasil: Liga da Justiça
Data de lançamento 16 de novembro de 2017 (2h 00min)
Direção: Zack Snyder
Elenco: Ben Affleck, Henry Cavill, Gal Gadot mais
Gêneros Ação, Ficção científica

Nacionalidade EUA
#106assistido
#107criticado










por Reinaldo Barros

Finalmente um dos filmes mais aguardados do universo da DC chega ao cinema trazendo melhorias em relação aos dois últimos produzidos pela Warner. Com muito mais ação e efeitos especiais Liga da Justiça não tem momentos entediantes, nem arrastados como Batman v.s. Superman (2016) e tem bem menos enquadramentos clichês e cabelos esvoaçantes como em Mulher-Maravilha (2017). Outro ponto positivo foi a duração que caiu para duas horas, dá até para esperar passarem todos os créditos e assistir a segunda cena extra.

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Menina que ia ao Teatro: Ayrton Senna - O Musical

Título Original: AYRTON SENNA, O MUSICAL
Local: Teatro Riachuelo Rio -  Rio de Janeiro/RJ
Temporada: de 10 de novembro a 04 de fevereiro
Horários: Quinta e sexta às 20h30; sábado às 16h30 e 20h30; domingo às 18h.
Elenco: Hugo Bonemer, Victor Maia, João Vitor Silva, Lucas Vasconcelos, Pepê Santos, Will Anderson, Leonardo Senna, Adam Lee, Ivan Vellame, Kiko do Valle, Natasha Jascalevich, Estrela Blanco, Karine Barros, Lana Rhodes, Bruno Carneiro, Douglas Cantudo, Juliano Alvarenga, Marcella Collares, Marcelinton Lima, Olavo Rocha, Laura Braga, João Canedo e Paula Raia.
Preços:
Quinta, sexta e sábado (16h30): Plateia - de R$25,00 a R$120,00 | Balcão Nobre - de R$25,00 a R$100,00 | Balcão - de R$25 a R$70
Sábado (20h30) e domingo: Plateia - de R$25,00 a R$150,00 | Balcão Nobre - de R$25,00 a R$120,00 | Balcão - de R$25,00 a R$80,00
 
Capacidade: 1000
Duração: 2h20 (com 15 min de intervalo)
Classificaçãoetária: Livre

Nunca fui uma grande fã de Fórmula 1, na verdade toda vez que aos domingos meu pai ligava a TV o zumbido os carros até me incomodava. Para qualquer brasileiro, no entanto, um ponto era unanimidade: as vitórias de Senna. O homem que foi campeão tantas vezes, era um ícone das crianças e fazia a alegria dos adultos carentes de um esporte campeão. Vale lembrar que o esporte favorito do Brasil amargurou um jejum de muitos anos até ser campeão em 1994, ano que perdemos o Ayrton Senna em um acidente em Ímola, na Itália.