segunda-feira, 10 de agosto de 2015

[Resenha] Para Todos os Garotos que Já Amei @intrinseca

Título Original : To All the Boys I Loved Before
Título no Brasil : Para todos os Garotos que Já Amei
Autora : Jenny Han
Editora Intrínseca
Número de págs: 317






Vi muita gente falando bem desse livro, a curiosidade falou mais alto e optei por passa-lo na frente da extensa lista de leituras.
Se por um lado a autora  inovou por ser oriental , americana descendente de coreanos passa isso à protagonista, por outro a personagem me pareceu irritamente por muitas vezes. 
E tirando a parte de que até que enfim um livro americano YA nos mostra uma família de descendentes - afinal, o Estados Unidos é assim como o Brasil um país da mistura de nacionalidade - de resto achei mais do mesmo com pitadas de atitudes extremamente desagradáveis por causa da mala que é a protagonista.
Lara Jean -  senta que lá vem clichê- tem 16 anos, perdeu a mãe, vive com seu pai que é obstetra e mais duas irmãs, Kitty é muito mais nova e Margot é a mais velha que está indo fazer faculdade em outro país : na Escócia. Desde que a mãe se foi é Margot quem faz as vezes de chefe da casa já que o pai trabalha muito, ela toma conta das irmãs e mesmo namorando Josh faz questão de levar a família nos passeios sempre que pode.
Lara é totalmente apaixonada pelo namorado da irmã , e não consegue disfarçar isso da gente nem quando por uma idiotice de pseudo promessa feita à mãe falecida, Margot decide ir solteira para faculdade, deixando o pobre Josh em frangalhos e claro, Lara Jean em um misto de tristeza e esperança. 
A irmã do meio age como uma idiota o tempo inteiro, fica bem difícil gostar dela e torcer por algo , primeiro porque só a disputa interna que trava entre se declarar para o ex da irmã ou fugir como puder desse sentimento já me deram raiva, se traição de amigas envolvendo homens já me irritam, entre irmãs tenho motivos suficientes para ter trauma eterno.
As tais cartas que nos falam no sinopse, são algo que Lara escreve para os 5 caras que já gostou, desde Peter que foi seu primeiro beijo e depois nunca mais quis saber dela até Josh que quando começou a gostar dele descobriu que a irmã estava o namorando. Ela diz o livro inteiro que ama a irmã, que a admira, mas não pensa duas vezes quando é uma péssima pessoa arrastando sua asa a galinha para cima dele. Está certo que alguns pontos também contribuem para isso : alguém que só se sabe no final, envia as cartas que ela escrevia para sua ex paixões e Josh a recebe e fica sabendo de tudo que ela sente ou sentia, sei lá. 
Enquanto isso, no auge da maturidade que sua idade pede, ela finge um namoro com Peter para se livrar de Josh, mas agora não sabe se gosta de Peter ou de Josh...e só lembra da traição com a irmã que só vem no Natal quando essa volta a cidade que vivem.
Não consegui gostar desse livro nem achar nada fofo. Nem pretendo ler a continuação.

6 comentários:

  1. Nossa, e eu achando que seria uma história boa...rs
    Pelo título, é claro. Por quê sugeria uma coisa totalmente diferente. Mas na boa, isso de personagens jovens demais acaba cansando. Os mesmos conflitos tolos, as dúvidas incoerentes e paixões da juventude.
    Claro, tem um diferencial ou outro, mas prefiro passar esse livro!!!
    Talvez num futuro próximo!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Putz, fizeram a maior propaganda na turnê intrínseca desse livro e eu fiquei doida pra ler e é assim mais do mesmo =/ #Chateada
    Posso até vir a ler porque fiquei curiosa de quem enviou essas cartas mas vou comprar só quando estiver aquelas promoções de 10 reais kkkkk
    Beijão

    ResponderExcluir
  3. Também vi muita gente comentando desse livro, mas não me deu vontade de ler, tenho outras prioridades no momento, quem sabe depois de ler tudo que eu quero ler, eu não dou uma chance a esse. ^_^
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  4. Publicidade é tudo , né!? Imaginei outra coisa.

    ResponderExcluir
  5. Nooossa então é assim???
    Eu tava louca por ele, achei que seria dramático, mas a personagem cresceria com seus pés na bunda, porém, é totalmente diferente e beeeeem chato , hein.
    Não vou ler, não. Já to enjoada desses clichés e também odeio traição, passo longe!! rsrsrs
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Já faz um tempinho que tô querndo ler esse livro mesmo o tema "traição" que eu tb odeio vem a tona.. sei lá mas gostei bastante dessa capa..ainda tô com uma vontadezinha de ler..

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim! Me diga o que achou dessa postagem e se quiser que eu visite seu blog, informe o abaixo de sua assinatura ;)