segunda-feira, 27 de junho de 2016

Menina que via Filmes : O Caseiro [Crítica]

Título Original: O Caseiro
Data de lançamento 23 de junho de 2016
Direção: Julio Santi
Elenco: Bruno Garcia, Malu Rodrigues, Denise Weinberg mais
Gêneros Suspense, Terror

Nacionalidade Brasil
Ano: 2015










Ter assistido Isolados ( 2014) me deixou um pouco traumatizada com os filmes brasileiros ditos de terror/ suspense. Felizmente O Caseiro veio para provar que há como fazer bons filmes no nosso país usando elementos já vistos lá fora mas com uma história que mesmo sendo assustadora nos traga à nossa realidade. Passado em uma casa do interior, o filme nos mostra que nossos maiores fantasmas vivem por perto, e faz com que até mesmo o maior cético como o professor Davi ( Bruna Garcia) um especialista com livros publicado sobre o assunto se indague até onde o que acontece naquela casa é verdade. 
Uma moça ( Malu Rodrigues no papel de Renata) assiste à aula do professor e o procura no final para pedir ajuda, ela não é aluna dele, mas leu seu livro e diz que o que está acontecendo na casa de seu pai é bem parecido com a história dele. Davi vai se interessando e acaba aceitando conhecer mais a fundo uma história que ele já julga saber o final.  A filha mais nova Júlia ( Bianca Batista, dá um show essa menina...) anda aparecendo com hematomas e dizendo ver um caseiro que lhe entregou uma boneca velha. A irmã desesperada quer ajuda. O pai Rubens ( Leopoldo Pacheco) aceita que Davi se hospede em sua casa para espantar o que para ele é o fantasma de um ex empregado de seus pais que se matou naquela casa anos atrás, ou melhor que se matou na casa dele, há a casa da família e a do caseiro onde também moravam a esposa e a filha que também morreram. 
Aos poucos vamos levando sustos, mas não há nada que comprometa ou que nos faça rir de cenas mal feitas, pelo contrário, aqui as crianças são as mas assustadoras, Julia e sua irmã Lili são as únicas que enxergam o caseiro, as mais velhas não conseguem vê-lo. 













Davi pede para irmã mais velha se afastar enquanto faz as investigações, na verdade ele desconfia que o pai vem tomando a forma do caseiro e atacando as filhas. Além das 3 meninas citadas há Gabriela, que não consegue ver o fantasma mas que serve de escudo para as menores.
Enquanto isso nos assustamos com o padre que diz que também não acreditava até ver o que viu, com a história de que a mãe das meninas morreu depois que mexeram na casa, e com uma tia bem estranha ( Denise Weinberg)que começamos a desconfiar.
Todos parecem suspeitos e as crianças metem medo com suas caras de assombração no final do corredor.
O final inesperado e as atuações no tom certo fazem desse um excelente filme da nova safra nacional. Que mais filmes assim sejam feitos. 

3 comentários:

  1. Se já sou meio avessa a filmes de terror americanos, imagina os nacionais?rsrsrs
    Não é preconceito não, mas não temos boas experiências na área né? Ao menos, parecia que não.
    Como não conhecia o filme acima, fiquei muito curiosa para saber o desfecho da história e assim que possível, verei!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Fiquei com vontade de ver, vou tentar assistir logo ^_^

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  3. Embora não seja o tipo de filme que costumo ver,fiquei com vontade de assitir talvez por nacional..e já tenha lido alguns comentários positivos do filme..
    Quem sabe tomo coragem...
    Bj.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim! Me diga o que achou dessa postagem e se quiser que eu visite seu blog, informe o abaixo de sua assinatura ;)