quinta-feira, 4 de maio de 2017

Menina que via Filmes: February/ The Blackcoat´s Daughter [Crítica]

Título Original: February / The Blackcoat´s Daughter
Título no Brasil: February
Direção: Osgood Perkins (II)
Elenco: Emma Roberts, Kiernan Shipka, Lucy Boynton mais
Gêneros Terror, Suspense
Nacionalidade EUA  

Formato visto: Netflix
#60assistido
#61criticado



 Não se assustem com o título com dois nomes, os sites especializados em crítica utilizaram cada um o nome de uma forma e a tradução para o português inexiste. No Netflix onde assisti está como February, e "zapeado" pelo meu marido foi uma das melhores escolhas que fizemos de terror no último ano. Se querem saber se vale a pena? Me acompanhem nessa crítica.
Joan ( Emma Roberts, boa no papel) é uma misteriosa garota que aparece caminhando no meio da neve com as mãos cheia de sangue, uma escola aparece ao fundo, mas só saberemos que é uma escola lá na frente do filme. Já aviso que se você tem dificuldade com ida de volta no filme, se preparem, o longa chega a ficar confuso por muitas vezes, mas não é aqueles filmes mala sem resposta, pelo contrário, quando ela vem é espetacular.
Corta para Kat ( a melhor coisa desse filme, a atriz Kiernan Shipka) ela está se adaptando a nova escola interna, só de meninas que é cuidada com muito zelo pelos professores e funcionários. Lá também conhecemos Rose ( Lucy Boynton) uma menina que acha que está grávida, que fuma escondido e que mente que seus pais estão  a caminho para buscá-la pro final de semana quando sabe que esas não é a verdade. Kat também não tem pais para vê-la e o diretor acha uma ótima ideia uma tomar conta da outra.
Enquanto isso Joan quer chegar em outra cidade, e pega carona com um casal que ele é extremamente amável com a menina mesmo ela sendo bem bizarrinha e ela é revoltada, o motivo saberemos depois, o que encaixará tudo de uma só vez.
 Enquanto isso nas cenas do internato uma das meninas está visivelmente vendo coisas, falando coisas estranhas e se transformando, no que saberemos aos poucos, e quem ela é de fato e está fazendo ali é uma resposta que vem pertinho do final, e mesmo assim segura todo o mistério do filme bem, tirando uma cena nais fraquinha de exorcismo em um hospital o resto é de meter medo sim, a menina que se transformará possuída ficou na minha cabeça de tal forma que fui dormir assustada, acordei pensando nela. Para quem vê uma grande quantidade de filmes de terror por ano e raramente causam esse efeito, palmas para atriz que muda da água para o vinho e faz muito bem o papel que lhe cabe.
Assistam e me digam o que acharam, mas já aviso, é bizarrinho. 

5 comentários:

  1. Olá, Raffa.
    Nesses últimos dias, tenho assistido mais filmes na netflix (fazendo valer a mensalidade kkk), esse parece ser bem interessante, mas tenho que criar coragem para ver, entrou na lista, mas não dou nenhuma certeza de quando sai kkkkk ;)

    ResponderExcluir
  2. Ele é um original da netflix? Não vi nenhuma propaganda desse filme mas aparenta ser bem medonho mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Fiquei com vontade de ver, só não sei quando ^_^

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  4. Oi Raffa
    Achei confuso kkk Mas se você diz que não é um filme mala sem resposta com certeza vou na dica ;)
    Melhor coisa é quando o filme é complexo mas no final entendemos e tudo se encaixa perfeitamente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Um terror bom na Netflix? Nao é tão fácil de achar né? Kkkkk Vou ver!!!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim! Me diga o que achou dessa postagem e se quiser que eu visite seu blog, informe o abaixo de sua assinatura ;)