sexta-feira, 20 de abril de 2018

Séries que Amamos: Requiem - 1ª Temporada [Crítica]

Título Original: Requiem
Título no Brasil: Requiem
Criado por Kris Mrksa (2018)
Com Lydia Wilson, Joel Fry, Tara Fitzgerald mais
País Reino Unido
Gênero Fantasia, Suspense
Status Em andamento

Duração 60 minutos
Formato: Netflix







por Raffa Fustagno

Sou muito chata para gostar de seriados, vários eu inicio e depois não tenho interesse de ver os demais capítulos. Poucos são os que assisto de uma tomada só, mas no caso de Requiem, mesmo ele já sendo uma decepção de início, o fator "estar vendo com meu marido" contou pontos para que eu aguentasse essa furada até o final. 
Em um total de 6 episódios - não sei se teremos mais episódios ou uma 2ª temporada!- Requiem foi anunciado pela Netflix para ficar no lugar de quem sentia falta de Dark, seriado esse que vi uns 5 episódios e desisti, achei confuso e me dava sono o tempo inteiro.
Mas vamos à história desse. Matilda ( Lydia Wilson) é uma  violoncelista famosa que sempre toca com seu melhor amigo, o pianista Hal ( Joe Fryne), sua relação com a mãe Janice ( Joanna Scanlan) é boa, e ela no momento está com medo da reação quando souber que morará em Nova York, a história se passa em Londres. Janice criou a filha sozinha sem nunca ter lhe dito quem era o pai verdadeiro. Ainda que Matilda pedisse isso sempre.

Em uma noite importante para Matilda na qual ela vai tocar em um concerto, sua mãe se mata na sua frente, deixando assim um rastro de mistério sobre seu passado, o que inclui a filha nele e de onde ela veio de fato.
Também vamos a uma pequena cidade onde um homem importante se mata se jogando do alto de sua mansão. Vemos que tanto ele quanto Janice parecem ter ouvido vozes.
Para encurtar a péssima história, Matilda desconfia que ela seja Corys, uma menina que sumiu há 23 anos atrás na antiga cidade. Tudo porque ela encontra na casa de sua mãe uma caixa lotada de fotos e reportagens sobre esse desaparecimentos, ao se informar mais a respeito descobre  a cidade e junto com Hal vai atrás de quem acha ser seus pais de verdade.




















No trailer a história parece aterrorizante mas na verdade é fraca e as atuações são muito aquém do que esperamos. 
 *****A PARTIR DAQUI TEREMOS SPOILERS!!!*****
Primeiro ponto errado dessa história é que se passa nos dias atuais, então qual a desculpa para que ela não tenha chegado no local e procurado com um advogado sua verdade? Bastava um teste de DNA para saber se ela de fato era a menina roubada, tendo em vista de que ela descobre que sua suposta mãe está viva! Depois ela também saberá que tem um pai vivo, Sean, ainda que esse eu sei que teria sido mais difícil fazer qualquer exame com ele já que andava como um mendigo no meio da floresta e aparecia quando queria.
Outra ponta solta, é que a cidade somente tem 2 policiais, e um é mais confuso que o outro, são facilmente enganados e a que faz a chefe da polícia trabalha tão mal que suas caras e bocas são risíveis.
Há algo de sobrenatural? Sim, há. Mas não chega a causar medo porque eles dizem que são arcanjos...seria melhor ter colocado demônios, certo?
De acordo com o final, a explicação toda é que Matilda seria usada por ter um coração puro para sacrifício e vinda do Arcanjo. Nada casa com nada, porque mesmo ela adulta a tal da chefa do culto, Sylvia, quer que Matilda entre no lugar onde está o tal arcanjo ou que acreditam ser, para que esse tome conta dela e ela volte como sei lá o que! É tudo tão ruim que eu nem sei que explicação eles dão para ela voltar demoníaca e matando todos eles!

Entendemos que Sylvia tinha sim como dominar a coisa e fazer que ela entrasse nas pessoas e fizesse com que elas se matasse, como foi o caso de Janice. E que ela orquestrou tudo isso para Matilda voltar, ir atrás de "sua verdade" e ser possuída pela tal coisa. Mas ainda ficam pontas soltas porque o roteiro é ruim demais:
  • Por mais que Matilda quisesse saber quem era seus pais de verdade, ela foi criada por Janice, no mundo real uma filha que foi tratada com carinho e que amava a mãe ia querer manchar a imagem dela- afinal ela seria vista como sequestradora- para encontrar uma mãe como Rose Morgan que a trata tão mal? O filme inteiro  a mulher tem pavor dela. O marido Aron até bate em Hal de tanta ódio que ambos tem dos dois.
  • Hal faz tudo por Matilda e se mete nas maiores enrascadas por causa dela, obviamente ele é aquele cara da friendzone, mas em nenhum momento Matilda se preocupa com ele, o cara some e ela literalmente não está preocupada, ela está mais preocupada com um meio irmão que ela conheceu há 1 semana!
  • Matilda consegue se hospedar na casa da qual tinha vagas lembranças porque o sobrinho-neto do cara que se matou herdou a mesma e ele fica afim dela. Acontece que ela é totalmente surtada gente, até o violoncelo dela é destruído em um ataque de fúria, quem aguentaria uma louca assim que acabou de conhecer? Ok que depois ele vai pro lado negro da força porque quer ganhar a herança mas no início ele ainda não estava envolvido e aceitava tudo que ela fazia!
  • Sei que não tem  a ver com o roteiro, mas o cabelo dela é muito estranho, não somente o corte que parece saído de um filme no espaço. Ela - que já sabemos que é  a tal da Corys mesmo- tinha o cabelo escuro quando criança e quando reaparece tem o cabelo quase branco, sim, ela podia pintar mas em nenhum momento indagam sobre isso, é no mínimo curioso que alguém volte com o cabelo de cor diferente e nenhum morador pergunte "mas seu cabelo mudou assim?"
Não sei se porque terá parte 2 muita coisa não foi explicada, eu sinceramente acho que perdi meu tempo, que série ruim, ninguém merece isso.

                              Confiram o trailer:

4 comentários:

  1. Sério que você desistiu de Dark?rs Puxa, eu adorei a série. Sim, dá soninho, mas o enredo é bom demais!
    Não vi Requiem, acho que por ter lido tantos comentários negativos a respeito, desanimei.
    E agora que li a crítica acima, aí que não verei mesmo.rs
    Tenho tanta série atrasada que não vou acrescentar mais essa furada não.rs(de furada, já basta Gotham, Flash e Arrow que não consigo desistir)
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oii!
    Tbm abandonei Dark, não consegui me conectar com aquela série de forma alguma, nem pretendo retomar ...
    Eu vi a chamada de Requiem mas ainda não vi, pretendo dar uma olhadinha pra vê se curto.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Eu sou muito viciada em séries e AMEEEI Dark <3<3 kkk
    Quando vi a sinopse dessa série, ela entrou na minha lista, mas depois, vendo mais informações, ela saiu, e que bom, pq não parece ser nada boa kkkkk

    ResponderExcluir
  4. Li os spoilers porque não pretendo ver essa série, parece ser bem ruim...
    Pretendo ver Dark algum dia ^_^
    No momento estou revendo The Alienist na Netflix, amei essa série!!!

    Beijos :)

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim! Me diga o que achou dessa postagem e se quiser que eu visite seu blog, informe o abaixo de sua assinatura ;)