segunda-feira, 14 de maio de 2018

[Resenha] Uma Mentira Perfeita @HarperCollinsBR

Título Original: One Perfect lie
Título no Brasil: Uma mentira perfeita
Autora: Lisa Scottoline
Editora Harper Collins Brasil
Tradução: Monique D´Ozario
#58





Pela primeira vez li algo da autora, me lembrou por diversas vezes o mestre das noites em claro, Harlan Coben, e claro que isso é um imenso elogio, a história me prendeu do início ao fim. Não por acaso, o próprio Harlan tem um blurb na contracapa, é muito o estilo maravilhoso dele.
Chris Brennan é um mentiroso, e acreditem ele é nosso protagonista. Poucas pessoas sabem disso sobre ele, e menos ainda sabem por que ele se transformou em alguém que ele não é.
Depois de estudar a área, os professores e a comunidade, Chris envia uma inscrição para a Central Valley High School, onde está se candidatando para ser seu novo professor do ensino médio e assistente de técnico de beisebol. Seu currículo é impecável - no entanto, nada disso é verdade. O que coloca ali não é e nunca foi seu passado, tudo é um conjunto de mentiras contadas brilhantemente por ele para outras pessoas, então  nem mesmo onde ele mora é informado devidamente. Também saberemos no decorrer do livro que nem seu nome de verdade é o que estamos falando.
No trabalho, Chris ganha empatia de todos, já que é  um homem atraente, solteiro, altamente qualificado e experiente uma coisa rara no quadro de professores da escola. 
O único membro do corpo docente a questionar Chris é um professor de inglês afro-americano gay, Abe Yomes. Para azar de Chris, Yomes também é de Wyoming, universidade que ele diz ter cursado. 

Mas quando o Sr. Yomes acaba se matando, seus alunos e colegas de trabalho, obviamente ficam arrasados. Chris vê isso como uma sorte já que pode continuar se aproximando dos alunos sem despertar nenhuma suspeita.
Três estudantes são os mais próximos do falso professor: Raz é o mais calado, que tem se mantido assim  desde que seu pai faleceu, Evan é um garoto rico mimado e malcriado, e Jordan está sendo criado por sua mãe solteira. A única coisa que todos eles têm em comum é que cada um deles é cuidadosamente manipulado por Chris Brennan, mas nenhum deles percebe isso. Chris é um mentiroso experiente e cruel. Mas ele não é um pervertido, e sua manipulação dos três garotos adolescentes está longe de ser sexual, enquanto Scottoline consegue manter o suspense boa parte do livro e nos brindar com uma revelação impactante. 
Adorei a forma como a história se desenrola e fiquei pensando no como nos deixamos levar por aparências, as vezes a beleza e a simpatia nos fazem esquecer de checar referências.



4 comentários:

  1. Gostei da trama. Vou colocar na minha lista.

    ResponderExcluir
  2. Ser comparada a Coben não é pra qualquer um não!rs
    Amo as letras de Coben e ainda não conheço o trabalho da autora. Mas pelo que li acima, a história parece ser ótima, repleta de reviravoltas e eu gosto muito disso tudo.
    Vai para a lista de desejados com certeza.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi Raffa!
    Primeira resenha que leio sobre o livro, gostei mto de conhecer, o enredo parece bacana, gosto qdo a história me prende já no começo, só de ler a sinopse e sua resenha já me conectei, espero ler um dia, vai para os desejados.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha, fiquei bem curiosa com esse livro, atualmente esse gênero está em alta, as editoras estão lançando coisas bem bacanas!! Entrou pra lista ;)

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim! Me diga o que achou dessa postagem e se quiser que eu visite seu blog, informe o abaixo de sua assinatura ;)