quarta-feira, 12 de junho de 2019

Menina que via Filmes: Obsessão [Crítica]



Título original: Greta
Título no Brasil: Obsessão 
Elenco:Chloe Grace Moretz,Isabelle Huppert, Maika Monroe, Colm Feore,Stephen Rea 
Diretor :Neil Jordan
Data de lançamento: 13 de junho de 2019
Gênero: Suspense 
País: EUA, Irlanda
#153
por Letícia Nascimento

Sinopse:Frances (Chloë Grace Moretz) é uma jovem mulher cuja mãe acabou de falecer. Acabando de se mudar para Manhattan e cheia de problemas com o pai, ela forma uma amizade improvável com Greta (Isabelle Huppert), uma viúva bem mais velha que ela. Porém, conforme as duas se tornam melhores amigas, as atenções da viúva se mostram muito mais sinistras do que ela imaginava.


Gente do céu que nervoso eu passei com esse filme!!!! Era cada susto que só o Senhor!!! Vocês têm que assistir.
Ele conta a história de Frances (Chloë Grace Moretz),   uma jovem que perdeu a mãe recentemente, e que mora  com sua amiga Erica que tem problemas com o pai, um belo dia a moça  encontrará uma bolsa no metrô de uma senhora chamada “Greta”, a partir daí sua vida não será a mesma. Literalmente. 

Frances vai até a casa de Greta (Isabelle Huppert) entregar a bolsa, achando que ela era  apenas uma senhora solitária surge uma amizade entre as duas, mas as atitudes de Greta mostram à Frances que ela não é nada do que parece ser.

Tenho certeza que depois desse filme vocês ficarão mais alertas na hora de fazer amizades por aí hahaha. Principalmente ao pegarem o metrô. 
Que nervoso eu passei com esse filme, no início eu não conseguia entender como a Greta podia ser uma vilã, ela parecia ser um doce,  não entrava na minha cabeça, e a amiga de Francis a Erica ( todo mundo deveria ter uma amiga como ela,visionária que vê o perigo à frente) desde o início ela avisa à amiga sobre Greta,  mas sabe aquela pessoa que não aparenta ser malvada? Então... com certeza é a Greta, ao longo do filme conseguimos observar a mente doentia dela.
Quando Frances percebe que Greta não é  aquilo que aparentava, e encontra várias bolsas iguais no armário dela, ela decide pôr um fim na amizade, mas isso não será nada fácil, Greta começa a perseguir Francis, seja no trabalho ou em casa, a assustando e até mesmo  indo atrás de sua amiga Erica, uma cena em particular a do restaurante que “Greta” dá um tremendo show podemos observar o quão doente ela é ( Vocês ficarão arrepiados).
Outra coisa que me deixou totalmente intrigada, é que  Greta pensava em todos os mínimos detalhes desde o início, como ela fazia para atrair as jovens, a história que ela inventava ou como ela reformulava a sua própria história com certeza ela era uma verdadeira psicopata, o desejo completamente doentio que ela tinha em ter alguém do seu lado para ser sua “filha”, era uma coisa que você não conseguia compreender e depois como ela descartava essas jovens, e ela não tinha medo de ser pega!!!! 
O filme com certeza dá uns bons sustos, a Greta é completamente descompensada e surtada, vocês irão  tomar altos sustos.
Mesmo no início achando que a Greta era muito sozinha, nunca imaginei que ela era completamente doida daquele jeito , e fiquei abismada em perceber que Francis também não é a primeira jovem que ela persegue, mas como eu disse no início todo mundo devia ter uma amiga como Erica que além de visionária  não desiste nem por um segundo de você e graças a Deus Francis tinha.
Esse filme  me faz lembrar vários casos de perseguição da vida real, e me deixa completamente assustada como uma pessoa pode fazer isso.
Óbvio que tem mais coisas, mas eu preferi deixar isso em off que vocês só irão descobrir quando assistirem, a atriz que interpreta Greta( Isabelle Huppert) está dando um show de atuação, vale super a pena ir assistir Obsessão, ele irá te deixar arrepiada e fará  você pensar duas vezes na hora de fazer amizade com pessoas estranhas e a confiar nelas haha.

Crítica 2 - por Cecilia Mouta 
Com o advento das redes sociais está cada vez mais recorrente no cinema thrillers com a figura do stalker. Nessa história, no entanto, vemos um stalker à moda antiga. Isabelle Huppert vive uma senhora solitária que é surpreendida por Frances (Chloë Grace Moretz) que veio lhe entregar a bolsa que esqueceu no metrô. De uma relação amigável, no início, Frances vai percebendo que a visão de Greta (Huppert) não é tão sadia assim. 
As atuações do filme eram uma das maiores expectativas. Mas, ironicamente, a atriz com menos experiência foi a que se saiu melhor. Maika Monroe, que interpreta Erica, a melhor amiga de Frances, apesar de ser uma atriz menos experiente do que Huppert e Moretz, consegue construir uma atuação orgânica, que convence o espectador da realidade de seu personagem, com diálogos bem desenvolvidos e uma atuação natural. Enquanto isso, Huppert interpreta uma sociopata com diálogos, muitas vezes, sem sentido, forçados e verborrágicos. Suas expressões e movimentos estão extremamente mecânicos e, talvez, essa fosse a intenção do diretor. Mas a combinação diálogos e linguagem corporal se contradizem o tempo todo. Já Moretz faz uma boa atuação, mas sua personagem peca também pelos diálogos pobres, tornando-se uma personagem caricaturada. 
Além de atuações abaixo da expectativa, a direção de Neil Jordan, famoso por Entrevista com um Vampiro, peca em diversos aspectos. Obsessão é um filme de suspense que não sabe construir suspense. Os movimentos de câmera não contribuem para o clima do filme, a iluminação muitas vezes parece de um filme de comédia romântica e, o pior de tudo, a trilha sonora, ao invés de construir um clima, estraga-o. Isso porque a trilha surge, de repente, com uma música instrumental de suspense na hora exata da “cena chave”. Ficou escancarado demais. Seria melhor se, aos poucos, a trilha fosse surgindo, baixinha no fundo, para que o espectador fosse sentindo que alguma coisa iria acontecer. E, no decorrer da cena, o som iria aumentando até o momento chave da cena. 
Com personagens caricatos, um roteiro sem coesão e uma direção fraca, o longa-metragem falha na sua proposta básica: é um filme de suspense que não consegue construir suspense.

Cabine de imprensa à convite da distribuidora
*Nossos colunistas são voluntários, os textos assinados por eles são originais de suas autorias.



Confira a crítica em vídeo da Raffa Fustagno

4 comentários:

  1. Este é com certeza um dos filmes que mais tenho aguardado para conferir.
    Além de amar o trabalho da Chloe, a veterana Huppert também deve dar um show à parte!
    Anda bem na moda realmente este lado da perseguição,mas pelo que entendi, este filme traz uma mulher solitária, uma pobre senhora em busca de amizade. Mas isso até que custo?
    E do outro lado, uma jovem carente...
    Verei com certeza!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro a Chlöe, então com certeza vou conferir esse filme :) achei bem interessante

    ResponderExcluir
  3. Assisti esse filme. Essa Greta é completamente louca e obsessiva. A cena dela parada em frente ao restaurante por horas me deu nos nervos. Assustador uma pessoa assim.
    Acho que o filme vale a pena.

    ResponderExcluir
  4. Olá! Esse claramente não faz meu estilo de filme, mas confesso que fiquei bem intrigada com a trama. Fiquei assustada com a descrição e ações da Greta, ela é maluca demais, pra gente ver como as aparências enganam, já que a julgar pela sua aparência, Greta não parecia pirada e obsessiva. Gosto bastante da Chloë Moretz, adoro a atuação dela. Beijos!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim! Me diga o que achou dessa postagem e se quiser que eu visite seu blog, informe o abaixo de sua assinatura ;)