sábado, 15 de junho de 2019

[Resenha] A Morte da Verdade @intrinseca

Título Original: The Death Of Truth
Título no Brasil: A Morte da Verdade
Autora: Michiko Kakutani
Tradução de André Czanorbai e Marcela Duarte
Editora Intrínseca
Número de págs: 270
#28

Falar sobre política nos dias de hoje em nosso país é briga na certa. Você certamente discorda de algum amigo, de seus pais ou até mesmo de seu marido. Estar na coluna do meio, não apoiando nem a esquerda nem a direita é crime, como assim você não tem um lado? 
Nessa vibe quis ler A Morte da Verdade, um livro que foi escrito para falar da era do atual presidente americano Donald Trump, a autora é totalmente contra o polêmico homem mais poderoso do mundo. Não por acaso, as resenhas do Brasil citam outro homem rodeado de discórdia, o presidente Jair Bolsonaro. Mas é possível ler sem escolher um lado? Lhes digo que sim, é possível e prezo sempre para o lado que escolhi, a coluna do meio. Não concordo com muitas coisas dos governos de ambos mas nem tudo é para ser jogado fora, algumas ações não considero errôneas, outras, claro me dão vontade de vomitar.
Mas a questão é que ser radical é sempre errado, há de se pensar no que estamos lendo e se questionar se 100% é errado ou se podemos tirar algo de bom, ainda que possa parecer impossível muitas vezes como quando Trump luta para construir um muro desnecessário e racista com o México. É verdade que o dono do topete louro é campeão de notícias falsas, ele publica em média de acordo com a autora 7 mentiras por dia, coisas que fazem com que algumas mentiras se tornem verdade e prejudiquem o andamento de ações benéficas ao país.
Mas porque isso ocorre? Porque a internet veio para ficar no lugar de tudo e todos, mas a princípio pensamos que ela viria para unir e não para disseminar ódio e espalhar mentiras que elegem pessoas radicais, fica difícil por exemplo não apoiar o homem mais simpático do mundo, o ex presidente Barack Obama e suas ações pensando no bem do mundo, certo? É mais fácil torcer o  nariz para um ricaço com discursos xenofóbicos? Logicamente. Mas há de se perceber de que a Economia americana anda indo muito bem, e isso é um ponto positivo para quem o apoia. 
Não se espera de um político que ele fale mentiras para seus eleitores, mas aqui mesmo nesse país sofrido não somente o presidente atual, como os anteriores e os governadores antigos são mestres na arte de distorcer fatos. Como continuar acreditando em algo que saia de qualquer um deles? Eu, como centrista - desculpe, mas não consigo defender o atual governo nem o anterior - observo meus amigos se "matando" por ideais que muitas vezes só existem em suas cabeças, porque o termo farinha do mesmo saco pode ser usado muito bem em nosso país.
É claro que ações como a de Trump de deportar menores de idade e as de Bolsonaro de fazer cortes na Educação são para odiá-los com todas as forças. 
Mas ainda aguardo quem haja com neutralidade na imprensa ou nos livros, sem escolher lados, porque para mim só existe o lado do povo e pelo que vejo, somos sempre prejudicados. 
A autora desse livro tem pavor de Trump, acha ele um retrocesso, um líder para o mal, o compara com os piores líderes que os países tiveram teme pela democracia americana e que de agora em diante somente sejam eleitos pessoas de extrema direita como ele.
É difícil não temer o dia de amanhã, tanto aqui como lá, é difícil acreditar em quem tanto mente em inglês ou em português. 
Michiko no insere em um jornalismo que não é imparcial, que já escolheu seu lado porque o presidente deles já declarou "guerra" aos jornalistas, e como aliado ele tem o poder da internet e o do ser humano de repassar como verdade o que nem checou a veracidade e assim a mentira vira fato.
Leiam esse livro. E tirem suas conclusões. Recomendo. 

5 comentários:

  1. Olhando o blog consegui apagar meu comentário kkkkkk aliás, no meu celular, antes todos os posts que eu abria ficava de outra cor o título, agora permanece o mesmo... Isso atrapalha um pouco quando entro para ver as novidades :/
    Sobre a resenha: #Elenão

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia esse livro. Mas independente desse ou daquele presidente, é sempre muito bom termos outros meios de saber a verdade. Nem sempre podemos acreditar em nossos governantes. E, para um presidente do país mais rico e poderoso do mundo, Donald Trump é muito soberbo e arrogante.
    Quero sim ler esse livro.

    ResponderExcluir
  3. Confesso que ainda não tinha lido ou visto nada a respeito deste livro,mas o tema é polêmico, ainda mais nessa época de ódio gratuito que estamos vivendo.
    Perdi uma pancada de "amigos" no face, quando resolvi dizer qual minha posição política.
    E Trump é um canalha! rs
    Com certeza, quero ter a oportunidade de conferir a obra!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Olá! Ainda não tinha visto nada sobre esse livro, mas depois de ler sua resenha, vou procurar me informar mais sobre o mesmo. Acho muito pertinente fazer a leitura deste livro, dada a situação presenciada tanto no Brasil quanto lá fora. Obrigada pela indicação! Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oiii ❤ Nossa, finalmente encontrei alguém que pensa que nem eu! Também não apoio nenhum dos lados, bom saber que não sou a única rsrsrs.
    Concordo, radicalismo nunca foi sinônimo de algo bom e nem nunca será.
    Essa ideia do Trump de construir um muro além de preconceituosa, como você disse, é idiota. Pra que fazer isso, se não tem sentido algum?! Ele poderia gastar o tempo dele com algo que fizesse bem a população, não com um muro.
    Quero muito ler esse livro, parece ser muito bom e nos fazer refletir sobre a política atual. Obrigada pela dica de leitura ❤

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim! Me diga o que achou dessa postagem e se quiser que eu visite seu blog, informe o abaixo de sua assinatura ;)