quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Menina que via Filmes: Projeto Gemini [Crítica]

Título Original: Gemini Man
Título no Brasil: Projeto Gemini
Data de lançamento: 10 de Outubro de 2019
Duração: 1h e 57min
Direção: Ang Lee
Elenco: Will Smith, Mary Elisabeth Winstead, Clive Owen, Douglas Hodge
País: EUA
Ano: 2019
Gênero: Ação
#209
por Bernardo Freitas

Com uma premissa interessante e uma expectativa grande devido ao elenco de peso e um diretor premiado, Projeto Gemini acaba entregando uma narrativa fraca e um CGI desastroso. Numa época em que os efeitos visuais estão melhores e mais avançados do que antigamente, é surpreendente que a dedicação e o investimento nessa área não tenha sido melhor utilizada.
A história apresenta Henry Brogan (Will Smith), um hitman que decide se aposentar após anos de dedicação a seu trabalho. Logo ele percebe que está sendo perseguido pela mesma empresa na qual ele trabalhava, e acaba descobrindo que teve seu DNA clonado e que há uma cópia mais jovem dele o perseguindo. 

Apesar de ser estrelado por Will Smith, o filme nunca procura realmente utilizar o talento do ator. Sem nenhum aprofundamento no personagem ou alguma cena que valorize a atuação do ator, o filme acaba se dedicando em sua maior parte, a cenas de lutas irreais e efeitos visuais computadorizados demais. Com a necessidade de ter um personagem com o uso do CGI na intenção de rejuvenescer Will Smith, o filme acaba criando um personagem com aparência superficial e robótica, fazendo com que sua presença nas cenas em que apareça seja um incômodo visual. É assustador encarar o clone mais jovem do personagem de Will Smith por muito tempo, e não de uma maneira boa, e sim vergonhosa. Até mesmo as cenas de perseguições entre os dois Will Smiths acaba sendo superficial e computadorizada demais. O qual difícil seria colocar um dublê de corpo nas cenas de perseguições entre os dois?
Os demais personagens do filme conseguem seguir uma linha coerente de suas ações diante da jornada do protagonista, mas Danny, a personagem de Mary Elisabeth Winstead, embarca numa jornada arriscada ao lado do protagonista sem um motivo maior. Nunca é realmente explorado a relação dos dois; se é realmente apenas uma amizade instantânea, ou um romance florescendo. Ela apenas sente compaixão suficiente por ele, a ponto de segui-lo fielmente em sua jornada. Por mais que a dupla seja realmente interessante ao longo do filme, a falta dessa explicação e aprofundamento na relação dos dois acabam fazendo com que essa relação seja rasa, assim como boa parte dos núcleos abordados pelo filme.

Por fim, Projeto Gemini é um desastre total. Um ótimo entretenimento para os fãs de filmes de ações com sequências irreais e desaproveitamento de atores talentosos com personagens rasos e sem nenhum desenvolvimento. Até mesmo a explicação da criação da cópia de Will Smith é um desapontamento. O filme todo caminha com essa pergunta, mas nem mesmo ao obtermos a resposta, temos uma resolução que justifique a história. Ao longo de quase duas horas de filme, nenhuma cena realmente te cativa ou te faz vibrar com nenhum personagem. Nem o roteiro, a performance dos atores e os efeitos visuais conseguem ser um aspecto positivo para o filme. 



Confiram a crítica da Raffa Fustagno em vídeo:

5 comentários:

  1. Caramba...que triste ler uma crítica assim.
    A gente lê o nome de Will e já pensa que está vindo um senhor filme e pelo que li acima(primeira crítica que leio) o filme peca em desastre do início ao fim ;/
    Lamentável...
    O enredo tinha tudo para ter dado certo,mas pow, nem os efeitos especiais salvaram alguma coisa????
    Vou acabar vendo sim, quando puder. Mas já sei o que não irei encontrar!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Eu tinha visto o trailer um tempo atrás e tinha ficado intrigada, mas agora não estou mais. Se passar na tv e eu não estiver fazendo nada, talvez eu veja.

    ResponderExcluir
  3. Que bomba em?! Essa história de o protagonista ser perseguido pelas pessoas com quem trabalhava não é nova e estando tão mal feita assim, não dá nenhum pingo de vontade de assistir.

    ResponderExcluir
  4. Bernardo!
    Como fico decepcionada quando vejo bons atores, serem pouco aproveitaos em um filme que teria tudo para ser um dos melhores da temporada, não apenas pela ficção, mas pelos recursos digitais. Não suporto nõ entender o porqueê do que acontece aquilo e fico bem frustada. Ainda assim, assistirei só para confirmar e ver se entendo algo.cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Oiii ❤ Nossa, esse filme é cheio de problemas.
    É uma pena que o talento dos atores não tenha sido bem utilizado e que tenha efeitos visuais demais. Além de a tentativa de rejuvenescimento do Will Smith parecer não ter dado certo e ter ficado estranho.
    Não me agrada filmes com personagens e núcleos mal desenvolvidos, pois assim fica difícil se conectar com a história.
    Bem chato que nem a maior pergunta do filme não tenha sido bem respondida.
    Acho que não assistiria esse filme.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim! Me diga o que achou dessa postagem e se quiser que eu visite seu blog, informe o abaixo de sua assinatura ;)