domingo, 29 de maio de 2022

Filme sobre aborto, vencedor do Leão de Ouro no Festival de Veneza 21, poderá ser assistido no Festival Varilux

 














 ‘O ACONTECIMENTO’, DE AUDREY DIWAN, QUEBRA TABUS AO FALAR DA SOLITÁRIA JORNADA DE UMA MULHER QUE DECIDE ABORTAR NOS ANOS 1960

Embora o assunto esteja constantemente na ordem do dia, muito ainda há o que se discutir sobre aborto. E o Festival Varilux de Cinema Francês traz uma importante contribuição: o filme “O Acontecimento”, da diretora franco-libanesa Audrey Diwan, premiado com o Leão de Ouro de Melhor Filme no Festival de Cinema de Veneza, em setembro de 21. O longa integra a programação do Festival Varilux, de 21 de junho a 6 de julho, e estará nos cinemas de todo o Brasil a partir de 23 de junho, juntamente de todos os outros filmes desta edição. A distribuição é da Zeta Filmes.


O filme se passa na França de 1963, quando Anne – interpretada por Anamaria Vartolomei -, uma jovem e promissora estudante, vê seu futuro ameaçado após saber que havia engravidado acidentalmente. Ela, então, decide fazer um aborto, mesmo com toda a dor e vergonha que sente, e ainda que possa eventualmente ser presa. Assim se envolve sozinha em uma corrida contra o tempo – e o avanço da gravidez -, determinada a ser dona de seu próprio corpo e de seu próprio destino. O longa é uma adaptação do romance homônimo de Annie Ernaux.


“Fiz este filme com raiva e desejo, fiz com meu estômago, com minhas entranhas com meu coração", discursou a diretora ao receber o Leão de Ouro no Festival de Veneza, prêmio concedido após decisão unânime do júri.


“O Acontecimento” chega em consonância com os diversos movimentos que pregam o direito de escolha da mulher sobre o próprio corpo. Em alguns países, as demandas pelo aborto legalizado e seguro foram finalmente atendidas - como na Argentina, em 2020, e no Chile em 2022 -, representando um grande avanço. Porém, a pauta ainda encontra uma severa resistência por parte de setores da sociedade. Recentemente, segundo documentos internos vazados, a Suprema Corte dos Estados Unidos rascunhou um parecer de quase 100 páginas que teria potencial para derrubar o direito legal ao aborto no país.


O ACONTECIMENTO (L'événement)

2021 / 1h40 / Drama

Com: Anamaria Vartolomei, Kacey Mottet Klein, Luàna Bajrami

Direção: Audrey Diwan

Distribuição no Brasil: Zeta Filmes


Sinopse: Uma adaptação do romance homônimo de Annie Ernaux. França, 1963. Anne, uma estudante promissora, engravida. Ela decide abortar, pronta para fazer qualquer coisa para se livrar do bebê e ser dona de seu próprio corpo e de seu futuro. Ela se envolve sozinha em uma corrida contra o tempo, desafiando a lei.


A edição

A 13ª edição do Festival Varilux de Cinema Francês, exclusivamente nas salas de cinema de todo o Brasil, traz uma programação variada com obras integrantes de grandes festivais. Entre os gêneros estão comédia, drama, suspense e animação. Além de filmes inéditos e recentes da filmografia francesa, um clássico será homenageado e uma produção fará alusão aos 400 anos do nascimento do dramaturgo Molière.


A delegação de atores e diretores franceses estará presente nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro, onde serão promovidas sessões seguidas de debate. Haverá ainda exibição de séries francesas, uma novidade da edição, uma masterclass e um encontro de profissionais sobre o formato nas duas cidades.


A atividade paralela, o Laboratório Franco-Brasileiro de Roteiros destinado a roteiristas, diretores, profissionais de cinema e TV, em sua quinta edição, inscreve até dia 1º de junho pelo site https://variluxcinefrances.com/ Serão selecionados 16 participantes que, reunidos em quatro grupos, trabalharão para desenvolver a escrita de roteiros de longa-metragem e de séries de TV.


Festival Varilux de Cinema Francês é realizado pela produtora Bonfilm e tem como patrocinadores principais a Essilor/Varilux e a Pernod Ricard/Lillet, além do Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura e a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura. Outros parceiros importantes são as unidades das Alianças Francesas em todo Brasil, a Embaixada da França no Brasil, as empresas Club Med, Air France e Ingresso.com, além das distribuidoras dos filmes Bonfilm, California Filmes, Elite Filmes, Mares Filmes, Synapse e Zeta Filmes e os exibidores de cinema independente/de arte e as grandes redes de cinema comercial.

Siga Festival Varilux de Cinema Francês nas redes:


Facebook / Instagram / Youtube / Giphy / Spotify: @variluxcinefrances

Use a hashtag: #FestivalVarilux

Twitter: @variluxcinefr 

 

Sobre a Bonfilm

Além de distribuidora de filmes, a Bonfilm é realizadora do Festival Varilux de Cinema Francês que, nos últimos 12 anos, promoveu mais de 35 mil sessões nos cinemas e somou um público de mais de um 1,1 mil espectadores. Desde 2015, a Bonfilm organiza o festival Ópera na Tela, evento que exibe filmes de récitas líricas em uma tenda montada ao ar livre no Rio de Janeiro, e que já teve uma edição em São Paulo, além de cinemas de todo Brasil.


3 comentários:

  1. O aborto ainda é um assunto tabu, então com certeza o filme divide opiniões. Ele deveria ser julgado por como o assunto é demonstrado, e não pelo assunto em si.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Um tema que pode ser debatido de todas as formas e ainda faltará assunto!
    Deve ser bem forte e gostei tipo do formato, do ser passado antigamente. Gosto muito disso!!!
    Não sei se terei oportunidade de ver, mas se puder, verei!
    Beijo

    Angela Cunha

    ResponderExcluir
  3. Interessante a sinopse. Principalmente por se passar nos anos 60.
    É uma temática sensível e tabu

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim! Me diga o que achou dessa postagem e se quiser que eu visite seu blog, informe o abaixo de sua assinatura ;)