segunda-feira, 28 de setembro de 2015

[Resenha] Pablo Escobar Meu Pai @PlanetaLivrosBR

Título Original: Pablo Escobar, mi padre : las histórias que no deberíamos saber
Título no Brasil : Pablo Escobar Meu Pai
Autor : Juan Pablo Escobar
Editora Planeta
Número de págs : 477






Com a série Narcos bombando, me interessei mais pela história do traficante colombiano Pablo Escobar, tinham algumas biografias no mercado mas porque não ler a que foi escrita pelo filho dele?
Foi assim minha decisão por ela quando meu noivo me perguntou qual delas queria de presente. São mais de 400 páginas onde seu filho mais velho que tinha cerca de 15 anos quando o pai morreu, nos conta o como era ser filho do maior traficante de drogas do mundo e como foi a vida dele e de sua família pós morte.
Uma coisa que me incomodou é o fato dele colocar a mãe dele como a mulher apaixonada que também foi vítima, tirando os filhos, a esposa de Pablo para mim, assim como o próprio, fizeram escolhas na vida, e a dela, seja por amor ou não, foi a de ficar ao lado de um traficante. Pablo já era ladrão de carros quando se apaixonaram, 11 anos mais velho não eram bem visto pela família da futura esposa , mas ela o quis mesmo assim e como sabemos ficou com ela até o fim. Nas histórias do livro, do seriado, e dos documentários que já assisti, a versão é sempre a mesma, ela sabia o que o marido fazia, apoiava o e não pensava na dor das demais famílias, mas implorou pela vida dela e dos filhos quando o marido se foi e seus inimigos queriam se vingar. 
No livro inteiro ele não a vê - obviamente porque é sua mãe - como cúmplice do pai, ele narra como se ela não tivesse culpa de nada, mas entendo que se você vive ao lado de um criminoso, gasta o dinheiro vindo do tráfico, você é tão culpada quanto ele.
E Juan Pablo descreve os luxos do pai a fundo : eram louças de milhares de dólares exclusivas com as iniciais da família, eram jatinhos, fazendas com animais vindos de várias partes do mundo, dinheiros enterrados em muitos locais das casas que ele tinha... tudo isso bancado pelo maior comprado de drogas do mundo : os EUA. Pablo era temido por seus inimigos e amigos, era generoso e temperamental, era bom pai mas traía a esposa, amava a mãe e era bom com os irmãos...mas Juan Pablo disse que  a família do pai o traiu de todas as formas, inclusive uma irmã dele roubou o dinheiro que o pai deixara para se sustentarem caso algo lhe acontecesse. Entendam : tudo que ele ganhava por ser ilegal não era no nome do traficante , as casas eram no nome da esposa e dos filhos assim como o dinheiro do banco. Mas quando ele morreu , o Ministério Público interditou os bens fazendo com que a esposa e os filhos ficassem sem nada, ou quase nada, para o padrão que levavam. 
Juan Pablo lutou pelo direito da família , como a vida deles havia mudado já que antes seu pai mandava no país todo, matando quem discordasse dele e até mesmo construindo uma cadeia chamada de Catedral para quando fosse preso, nunca aceitou ser extraditado para os EUA. 
Também há o relato mais importante do livro no que se chama de novidade no caso de Escobar, quando foi pego, haviam 3 tiros em seu corpo, os agentes que o cercaram se vangloriam de tê-lo matado, mas seu filho afirma que o tiro que o matou foi dado pelo próprio pai no ouvido direito com sua pistola, Escobar sempre contou a ele que caso sentisse que seria preso ou extraditado ele se mataria antes dessa mesma forma, no exame do corpo havia um tiro nessa altura, o que causou muitos questionamentos no mundo inteiro.
Juan Pablo também narra o como ele e sua família foram parar em Buenos Aires, onde moram até hoje, antes pediram asilo em muitos países - inclusive à Embaixada Brasileira - que lhes negou.
O livro é muito interessante e a versão de alguém tão próximo à Escobar é valioso em tudo que se queira saber sobre ele.

4 comentários:

  1. Ainda não comecei a ver Narcos. Mas tá aqui engatilhada pra ser a próxima série. Realmente é a série mais bem falada nos últimos dias! E pelo que já foi postado aqui no blog, vale a pena demais!
    Já tinha lido uma ou outra resenha deste livro e mesmo sendo um pouco mais do mesmo, o diferencial é este. Ter sido escrito por alguém tão próximo de Escobar. Alguém que claro, tem sua versão real da história desse homem que foi e ainda é, falado demais!
    Lista de desejados, faz tempo!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Por você comentar tanto eu assisti a série, e adorei, mas não consigo conceber o quanto o tráfico rende! É muuuuuuuuuuuuuuito dinheiro!!! E não conseguia acreditar que um cara assim fosse real, que fez o que fez, a construção da cadeia para ele, achei um absurdo!
    Acho que por não conseguir acreditar que ele existiu, eu leria biografias sobre ele, pra ver se realmente cai a fixa de que foi tudo real.

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  3. Ainda não vi Narcos mas só escuto comentários positivos..deu até uma vontadezinha de assistir..já li uma livro em que ele é mencionado..se não me engano era Noticias de um sequestro..e gostei bastante..e apesar de não seu mt fã de biografias até que gostei desse :)

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2015/09/resenha-segredos-de-uma-noite-de-verao.html#comment-form

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2015/09/resenha-feitico-da-sombra-livro-2-nora.html

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2015/08/resenha-o-samgue-do-cordeiro-sam-cabot.html

    ResponderExcluir
  4. Detalhe, seu pezinho na sapatilha, e unha bem pintadinha ficaram muito lindos.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim! Me diga o que achou dessa postagem e se quiser que eu visite seu blog, informe o abaixo de sua assinatura ;)