quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Menina que via Filmes: O Mestre dos Gênios [Crítica]

Título Original ; Genius
Título no Brasil: O Mestre dos Gênios
Data de lançamento 20 de outubro de 2016 (1h 44min)
Direção: Michael Grandage
Elenco: Colin Firth, Jude Law, Nicole Kidman mais
Gêneros Biografia, Drama

Nacionalidades Reino unido, EUA










Imagina um filme onde conhecemos um dos maiores editores que esse mundo já viu, imaginou? Para fãs de livros como nós é um super presente conhecer mais sobre Max Perkins ( ainda mais quando ele é interpretado pelo crush de uma vida: Colin Firth).
Passado na época de crise de 29, em meio a quebra da bolsa de NY, Max é um homem rico, sua editora está bombando porque ele "só" foi o culpado por descobrir autores talentosos como F. Scott Fitzgerald e Ernest Hemingway.  Focado mais em sua experiência intensa com um outro autor que marcou sua vida para sempre: Thomas Wolfe ( interpretado brilhantemente por Jude Law). O jovem que entra em seu escritório pronto para levar outro não se surpreende ao ver que Max acredita em seu talento e irá publica-lo mas a maior barreira de Wolfe era seus comportamento. Intenso em tudo que fazia ele falava demais, amava demais e deixava de amar na mesma proporção. Uma briga eterna era cortar qualquer parte de seus livros, e com isso eu digo que ele queria publicar na íntegra um livro de 5 mil páginas. 

O problema é que da mesma forma que Wolfe era genial e de fato fez muito sucesso de crítica e público com seu primeiro livro publicado Look Homeward. Angel ele também era insuportável com suas manias, o oposto de Max que era um pai de família zeloso e apaixonado pela esposa ( Laura Linney está no filme como a mulher de Max, em ótimo momento) enquanto Wolfe não respeitava nem a mulher que abandonou tudo por ele e o sustentou quando não tinha nada, Aline ( Nicole Kidman, maravilhosa como lhe é habitual).
O processo de edição, o tempo que demorava a ser publicado, tudo está no filme que nos insere de forma magnífica nas dores e delícias da profissão dos dois personagens.
Wolfe como sabemos, faleceu muito jovem aos 38 anos de tuberculose no cérebro. Suas poucas obras publicadas venderam ainda mais após sua morte. Um filme muito interessante para quem ama o mundo de livros incluindo sua publicação.
Apesar de não aparecer no filme, o editor mais famoso do mundo Max Perkins morreu aos 62 anos de pneumonia, ele tem um aneta que é escritora.
Assistam, vocês vão amar. 

4 comentários:

  1. Tem gente que esquece das coisas boas quando a fama sobe a cabeça.
    Amei a crítica.

    ResponderExcluir
  2. Raffa!
    Maravilhoso!
    Tanto por contar uma história real de um dos maiores editores, como pelo autores selecionados para protagonizar o filme.
    “Das coisas que a sabedoria proporciona para tornar a vida inteiramente feliz, a maior de todas é uma amizade”.(Epicuro)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Colin..rs *suspira*
    Ele é realmente um dos crush mais amados do momento. E que safra de filmes bons ele tem atuado.
    E trazer um livro assim, de um dos maiores editores que já tivemos é algo bem raro hoje em dia.
    Um timaço de atores.
    E assim que possível, pretendo ver!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Eu vi o trailer um tempo atrás e me interessei pelo filme, não sabia que já tinha estreado ^_^
    Pretendo ver :)

    Beijos :)

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim! Me diga o que achou dessa postagem e se quiser que eu visite seu blog, informe o abaixo de sua assinatura ;)