domingo, 15 de janeiro de 2017

Menina que via Filmes: Sete Minutos Depois da Meia-Noite [Crítica]

Título Original: A Monster Calls
Título no Brasil: Sete Minutos Depois da Meia-Noite
Data de lançamento 5 de janeiro de 2017 (1h 48min)
Direção: Juan Antonio Bayona
Elenco: Lewis MacDougall, Sigourney Weaver, Felicity Jones mais
Gêneros Fantasia, Drama

Nacionalidades Eua, Espanha, Canadá, Reino unido
#5 assistido
# 8 criticado




Vocês acompanharam a resenha desse livro lindo, certo? Somente esse desespero em ver na telona me fez gastar bastante para ir em um cinema super contramão mas o mais próximo passando o filme aqui no Rio de Janeiro.
Não me arrependi, o filme é tão maravilhoso quanto o livro. Com direção de Juan Antonio Bayona ( o mesmo de O orfanato e O impossível) o longa é emocionante.
Conor ( Lewis MacDougal) é um menino de cerca de 13 anos que sofre bullying na escola e que quando volta para casa sofre vendo sua mãe definhar por causa do câncer. Filho único ele tem tarefas árduas para sua idade, mas a maior delas seja aprender a crescer com sua dor. No papel de sua mãe temos Felicity Jones e como sua avó que ele não se dá muito bem temos ninguém menos que Sigorney Weaver. Acham pouco? Que tal uma narração de Liam Neeson? O filme é rodeado de talentos e de um roteiro sensível que desde o início já emitem sinais de que nos emocionaremos.
Conor passa a ter sonhos em que uma árvore gigante lhe conta histórias, a princípio a tal árvore quer que ele tenha medo, mas o menino já não tem mais medo de nada, exceto de perder sua mãe.
A árvore passa então a contar histórias que Conor não entende muito bem o que elas tem  a ver com ele, e só o que ele lhe pede é que salve sua mãe.
O sofrimento da criança é o nosso, e a cada piora da mãe os olhos enchem d'água. 
Ao mesmo tempo que Conor tenta achar algo que possa confiar de que sua mãe não morrerá, mas no fundo ele sabe da verdade, por mais que sua própria mãe lhe diga que não está tão mal assim.
O monstro de Liam Neeson - sim, é ele que narra- é tão duro quanto verdadeiro e ao lidar com Conor quer que ele cresça, não há maldade vinda dele, a vida já se encarrega disso, não é mesmo?
Quando somos impotentes em ajudar quem amamos, quando queremos dormir para não enfrentar a realidade, já é um sinal de que nada pode ser mais duro que a vida que temos.












Pode ser que a avó não agrade a todos com sua dureza, mas ela no fundo está certa, ela já perdeu muito do que amava, e agora está mais cascuda com a vida. Conor está só no começo, mas a dor dele e a força são vistos na tela, preparem  o kleenex, é lindo mas triste.

9 comentários:

  1. Já estava com vontade de ler, agora estou mais ainda, e também quero ver o filme!

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não li o livro e nem assisti, mas a sua crítica e sua resenha me fazem querer tanto ler como ir ver.
    Eu amei sua crítica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Desde que vi o anúncio deste filme fiquei encantada por sua história. Por ela abordar tantos temas fortes vividos por uma criança, me faz acreditar que irá tocar até os corações mais difíceis.
    Quero conhecer não só a história através do filme, mas também a do livro.
    Bjs, Raffa!!

    ResponderExcluir
  4. Eita Raffa!
    Já até comprei a caixa de lencinhos desde que li a resenha do livro.
    Super ansiosa por assistir o filme que está com elenco maravilhoso!
    Se não me engano, a Felicity Jones também está em Rogue One, não é?
    “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.” (Cora Coralina)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Eu já perdi as contas de quantas chamadas para o livro e o filme eu já tenha lido ou simplesmente, visto.
    E não vejo a hora de poder ver e assistir. Claro, o livro mesmo pequeno, tem todo o sentimento ali, palavra a palavra. E com certeza, nossa imaginação deve fazer o trabalho completo.
    Já o filme,traz esse time de atores que deve deixar a trama ainda mais elaborada.
    Lerei e verei, com certeza!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Já tinha ouvido falar do filme e quão incrível ele é. .
    Quero muito assistir, assim que eu tiver tempo .
    Parece maravilhoso!

    ResponderExcluir
  7. Fiquei surpresa quando soube que esse livro iria virar filme, e claro que já quero ir assistir, porém primeiro pretendo adquirir o livro e lê-lo. Da para notar que no decorrer da história vamos nos emocionando com o garoto, sofrendo pela perda da mãe, além do envolvimento com o monstro. Já estou ansiosa para assistir.

    ResponderExcluir
  8. "Sete Minutos Depois da Meia-Noite" tem todo o encanto e fantasia que um bom filme traz. Soube recentemente do livro e como uma boa leitora, já quero ler, e em seguida, preparar a pipoca e viajar nesta linda adaptação.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Eu já estava muito afim d ler esse livro e acho q verei o filme tb. Como boa manteiga derretida q sou, tenho certeza d q vou chorar mto!!!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim! Me diga o que achou dessa postagem e se quiser que eu visite seu blog, informe o abaixo de sua assinatura ;)