quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Menina que via Filmes: Assim é a vida [Crítica]

Título Original: Le Sens de La Fête
Título no Brasil: Assim é a vida
Data de lançamento 21 de dezembro de 2017 (1h 57min)
Direção: Eric Toledano, Olivier Nakache
Elenco: Jean-Pierre Bacri, Gilles Lellouche, Eye Haidara mais
Gênero Comédia

Nacionalidade França

por Bianca Silveira

Assim é a vida é uma comédia francesa dos diretores Eric Toledano e Olivier Nakache, os mesmos diretores de “Os intocáveis”. Leve e bem divertido começamos acompanhando uma grande festa de casamento que será realizado em um maravilhoso e típico castelo francês. Max (Jean-Pierre Bacri) é o dono da empresa que está organizando a festa e é sob seu ponto de vista que vamos acompanhando os bastidores do casamento e também os diferentes conflitos que vão surgindo ao longo da festa.

Max é aquele tipo de pessoa que quer ajudar todo mundo e com isso acaba sendo um pouco prejudicado. Com uma equipe onde o profissionalismo passa longe, Max tem que se desdobrar para resolver todos os problemas gerados por seus funcionários. Adéle (Eye Haidara) é a cerimonialista e o braço-direito de Max. Com seu jeitinho delicado #sqn ela rende momentos hilários, principalmente quando tenta resolver questões do trabalho com James (Gilles Lellouche) que é o cantor contratado para se apresentar na festa. Com um jeito canastrão ele era tudo o que o noivo não queria para o casamento. Cantando músicas bem clichês e claro que não poderia faltar Garota de Ipanema, porém cantado de um jeitinho bem peculiar (Na verdade um embromation sofrível).
O filme todo se passa em um único dia que vai desde os preparativos para o casamento até o final da festa. Uma comédia um pouco clichê, mas sem cair no escracho o filme contém piadas bem contemporâneos, como por exemplo a dificuldade do dono de enviar mensagens de texto pelo celular por causa do corretor ortográfico gerando várias falhas de comunicação. Tem também o fotógrafo contratado para o casamento que detesta pessoas com câmeras de celular por perto, o que é difícil nos dias de hoje em que qualquer um tem acesso a câmeras super potentes e querem registrar cada momento, além disso ele está mais interessado nos salgadinhos da festa do que em registrar os momentos.

O noivo Pierre (Benjamin Lavernhe) é um cara perfeccionista e bem arrogante que planejou o casamento nos mínimos detalhes, mas nem tudo sairá como ele exigiu. Sua cena final onde tudo dá errado me faz rir só de lembrar. Resumindo o filme é leve, atual e bem clichê, entretanto consegue nos fazer rir durante e depois quando lembramos de algumas cenas. Nem todos os personagens principais dispõem de uma profundidade a trama, e ainda assim o filme consegue ser bom. Isso me fez lembrar das nossas comédias (Sofríveis) e dos besteiróis estadunidenses que na maioria das vezes mais irritam do que alegram.

Filme assistido por nossa colunista à convite da Sinny Assessoria 
* Nossos colunistas são voluntários e não recebem qualquer quantia do blog que não tem fins lucrativos.

* A opinião do filme ou das resenhas pertence ao colaborador que se compromete a enviar uma crítica de sua autoria para ser publicada no blog e divulgada nas demais redes sociais.

6 comentários:

  1. Oii!
    Não gosto mto d filmes de comédias, mas claro que tem algumas exceções, e não é que este me parece ser bacana, não conhecia...
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Estou passando por uma fase tensa e estou precisando de comédias e essa parece ser uma das boas !!

    ResponderExcluir
  3. Ultimamente está tão difícil de encontrar comédias legais, a maioria tem tanto palavrão que deixa o filme sem nexo e difícil de assistir e gradativamente o cinema Francês vem crescendo mundo, o ultimo que vi foi Uma família de dois (que é ótimo!), mas vou procurar hoje essa comédia para assistir estou precisando muito de rir sem medidas, até porque filmes de casamento tendem a ser legais, bjs!!

    ResponderExcluir
  4. Parece ser bom, fiquei com vontade de ver ^_^

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  5. Olá...
    Preciso confessar que adoro esses filmes de romances clichês e que verdadeiramente nos fazem rir... Odeio os besteróis americanos... Prefiro mil vezes essa comédia mais leve... Com certeza vou procurar esse filme para assistir...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim! Me diga o que achou dessa postagem e se quiser que eu visite seu blog, informe o abaixo de sua assinatura ;)