quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Menina que via Filmes: O grito [Crítica]

Título original: The Grudge
Título no Brasil: O Grito
Estreia: 13 de fevereiro de 2020
Duração: 1h 34min
Gênero: Terror
Direção: Nicolas Pesce
Elenco: Andrea Riseborough, Demian Bichir, John Cho
Nacionalidade: Americana
Distribuidor: SONY PICTURES
Ano de produção: 2020
Tipo de filme: longa-metragem
Idiomas: Inglês
Remake de O Grito
por Luciana Machado






Sinopse: Em uma casa, uma maldição nasce após uma pessoa morrer em um momento de terrível terror e tristeza. Voraz, a entidade maligna não perdoa ninguém, fazendo vítima atrás de vítima e passando a maldição adiante.




Eu vi o trailer deste remake uns meses atrás, e fiquei me perguntando: Pra quê? Mas como adoro filmes de terror, fiquei com vontade de ver esta nova tentativa de Hollywood com O Grito. E fiquei me perguntando também, em como a maldição saiu do Japão e foi para os Estados Unidos da América. E isso é logo explicado no início, e até que faz sentido.

Fiona Landers (Tara Westwood - By Dawn, MAD?, Hell Girl) resolve voltar para casa após um período trabalhando na casa amaldiçoada no Japão, e leva com ela a maldição, que acaba se instalando na sua casa, após a morte de sua família. Passam dois anos, e vemos a Detetive Muldoon (Andrea Riseborough - Animais Noturnos, Birdman, Oblivion), que acabou de passar por uma perda na família e se muda para uma cidadezinha que aparentava ser tranquila. Já no primeiro dia de trabalho ela dá de cara um uma morte horrenda, da Lorna Moody (Jacki Weaver - O Lado Bom da Vida, A Face do Mal, As Viúvas), que havia visitado a casa amaldiçoada dos Landers uns meses atrás, mas que já pertencia a outra família na época, o casal Faith Matheson (Lin Shaye – franquia Sobrenatural, Ouija: Origem do Mal, A Vila do Medo) e William Matheson (Frankie Faison - Sobrevivendo ao Meu Pai, Em Defesa de Cristo, série The Village), que compraram a casa depois da tragédia.

Assim como o antigo parceiro do Detetive Goodman (Demián Bichir - A Freira, Os Oito Odiados, série Weeds), a nova parceira dele se torna obcecada em desvendar os acontecimentos relacionados a casa. Ela começa investigar, e vamos vendo flashbacks de todos que pisaram naquela casa. E é claro que a Detetive Muldoon não vai resistir e entrará na casa. Agora se ela conseguirá acabar com a maldição antes que ela acabe com a sua vida, vocês terão que ver o filme para saber.
Temos também John Cho (Buscando..., Star Trek: Sem Fronteiras, série Selfie) como o Corretor de imóveis Peter Spencer e Betty Gilpin (Megarrromântico, séries Elementary e GLOW) como Nina Spencer, também vítimas da maldição.
Eu confesso que acabei gostando do filme, as atuações estão muito boas, o filme é bastante tenso (eu não me assusto facilmente, mas tem uns momentos que devem conseguir assustar as pessoas), gostei de como foram contando as histórias de cada pessoa com a casa, e fomos vendo conforme a detetive ia investigando, no começo fiquei um pouco confusa, mas depois não tive dificuldade para entender em que época cada um estava. A fotografia dá o clima perfeito para o filme. Tem bastante cenas de assassinato, então não é para recomendado para os fracos.
Agora, precisava de um remake de O Grito? Não, mas que esse ficou legal, isso sim! Recomendo para quem curte filmes de terror, ou que goste de filmes sobre investigação com um toque sobrenatural.

Só me resta uma dúvida, será que a Kayako conseguiu um “Green Card” e se mudou definitivamente para a Terra do Tio Sam, ou ela está com dupla nacionalidade (causando terror no Japão e nos EUA)? Será que ela conseguiria assustar mais alguma outra casa pelo mundo? É algo a se pensar...


2 comentários:

  1. Ai meu Jesus..rs eu admito que morro de medo deste querer trazer de volta filmes que já fizeram sua cota de sucesso.rs
    O Grito original é um clássico sim do terror e mesmo para os medrosos(assumidos como eu)é um baita filme.
    Primeira crítica que leio sobre este "novo" filme. Vou ver? Sim.(de dia, diga-se de passagem)
    Se vou gostar? Não!rs
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Não gosto de filmes de terror e só de ver a capa do filme já de maio uma afliçãozinha aquela mão aaaa

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim! Me diga o que achou dessa postagem e se quiser que eu visite seu blog, informe o abaixo de sua assinatura ;)